Arnaldo Delcídio Ferreira

Fonte: arquivo do Centro de Educação, Pesquisa e Assessoria Sindical e Popular (Cepasp).

Filho de Patos de Minas, Minas Gerais, Arnaldo Delcídio Ferreira nasceu em 28 de abril de 1937 em uma família de lavradores.  A lida com a terra aprendeu com os pais, que labutavam em latifúndios. 

Nas Gerais trabalhou na formação de pastagens. Em 1970 apeou com a família em Aragominas, na época terras do estado do Tocantins. Nos anos de 1980 migra para Eldorado do Carajás, no Pará, a contragosto da família. 

O estado de exceção ainda respirava. Grandes obras como a construção da hidroelétrica de Tucuruí, Ferrovia de Carajás, garimpo de Serra Pelada, e os resquícios da Guerrilha do Araguaia formavam a atmosfera da época. O sul e sudeste do estado eram áreas militarizadas, assim como toda a Amazônia.

Na comunidade de Pedra Furada, Arnaldo labutava em 10 alqueires de terra.  A ocupação do grilo Água Fria do latifundiário Domingos Rangel por trabalhadores rurais sem terra, após inúmeras idas e vindas, desembocou na execução de Arnaldo em maio de 1993.

O principal suspeito é o filho de Rangel, o senhor Marco Antonio.  Segundo relatos, a família grilava terras em todo o estado.  As pelejas do combatente Arnaldo são contadas pelo histórico militante e educador de Marabá, Raimundo Gomes da Cruz Neto (Raimundinho).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *