Caso Avelino Ribeiro da Silva

Fonte: Paulo Maldos, filme Nossa Força é a Nossa União, 1981.

Tal João Canuto, Avelino Ribeiro da Silva era filho das terras do estado do Goiás, nascido na cidade de Capanema, filho de família com profundos laços à terra, sendo o pai trabalhador de fazendas em várias partes do país. Antes de aportar em Santarém, no oeste do Pará, a família correu o trecho por São Paulo, Ceará e Minas Gerais, e pelejou em Marabá, no sudeste paraense.

Como trabalhador de fazenda, sempre nutriu o sonho em ter a própria terra. A encontrou na comunidade de Igarapé Preto, nos dias de hoje território de Rurópolis, onde seria assassinado em 24 de março de 1982.  

Nas terras sob a influência da BR 163, Silva cerrou fileiras junto ao movimento sindical a partir da influência das Comunidades de Eclesiais de Base (CEBs) e demais pastorais sociais, e ingressou na luta sindical como educador.  Dono de bom humor e cantador de modas sertanejas, o sindicalista animava o ambiente com a sua cantoria.  A morte do dirigente desagregou a família de forma profunda. Raimundo Monteiro, filha de lavradores, professora e ex reitora da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) é quem assina o relato sobre o Silva. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *